Lucratividade nas Clinicas e Hospitais

Doutora, vamos tambem ganhar muito dinheiro

Ola amigos, por esperiencia pessoal, muitas vezes medicos subestimam a necessidade das ferramentas administrativas para obterem bons resultados financeiros. Clínicas médicas devem prezar por dois parâmetros: cuidar da saúde e bem-estar dos pacientes e manter o negócio lucrativo para garantir a rentabilidade dos profissionais que ali atendem.

Para alcançar esse objetivo é essencial que ocorra, por parte da administração, uma boa gestão financeira. Isso porque para garantir lucros é preciso haver um bom controle do fluxo de caixa, ou poderá existir gastos maiores do que entrada de dinheiro, comprometendo as finanças.

Veja, neste post, seis dicas imprescindíveis para garantir a lucratividade da clínica e implemente-as desde já!

1. Faça um diagnóstico da situação da sua clínica

Para saber o que fazer, é importante saber qual a real situação atual. Para isso, faça um diagnóstico de como está a gestão financeira no momento. Ela deve responder a algumas perguntas, tais como:

  • qual o fluxo médio de caixa atual?
  • quais são os gastos temporários e permanentes da clínica?
  • há algum setor que esteja desequilibrando as finanças?
  • há alguma área que esteja demandando remanejamento de verba?

Com essas respostas, será possível verificar o que pode ser otimizado e melhorar a lucratividade do negócio.

2. Realize um acompanhamento financeiro

No setor financeiro podem ocorrer mudanças sutis a curto prazo, mas que poderão representar quebras drásticas futuramente. Por isso, é fundamental manter um acompanhamento financeiro constante e periódico.

Caso você não tenha a expertise necessária para manter esse controle, uma boa dica é contar com o auxílio de consultorias, que entendem de gestão financeira, ou um contador. Assim, o seu papel será o de acompanhar os resultados de perto.

3. Separe suas contas pessoais das empresariais 

Um erro comum, principalmente de quem está abrindo uma clínica, é não separar das contas pessoais das correspondentes à clínica. E, ao fazer isso, você pode prejudicar a sua rentabilidade média ou mesmo atrapalhar os fluxos de caixa do negócio.

Por isso, é importante que você nunca retire qualquer valor da clínica para utilizar na sua vida pessoal ou vice-versa. É essencial ter esses espaços delimitados adequadamente, incluindo contas bancárias separadas.

4. Invista no atendimento ao paciente

A porta de entrada de verba se dá por meio dos atendimentos ao paciente. Ou seja: quanto mais clientes você tiver, maior será a lucratividade. Da mesma forma, se eles começarem a desaparecer, as finanças podem começar a ir mal.

Por isso, é importante investir no atendimento ao paciente, com o objetivo de não só fidelizá-lo, mas também para que ele possa se tornar um promotor de sua clínica, indicando-a para outros.

5. Crie um fundo de reserva

Fundos de reserva são importantes, principalmente, em casos de emergência, de forma a evitar ou atenuar possíveis empréstimos a serem realizados.

Dessa forma você poderá, caso seja necessário, resolver os problemas que surgirem sem ter que pagar juros sobre o montante financiado, ajudando a manter a saúde financeira da clínica.

6. Escute o feedback dos pacientes

É importante que você esteja atento ao feedback dos pacientes. Como falamos, eles são uma parte essencial da clínica e responsáveis pela sua lucratividade. Dessa forma, escute o feedback deles para saber quais são os pontos positivos e negativos, a fim de potencializá-los ou resolvê-los.

Assim, poderá atrair mais clientes de divulgação positiva e resolver possíveis pendências, que podem estar afastando clientes do local.

É plenamente possível superar o desafio de manter o negócio lucrativo seguindo essas dicas. Quer saber mais sobre gestão financeira? Curta nossa página no Facebook e receba posts como este diretamente em seu feed!

Visits: 17