Turbine seu negócio: Use uma plataforma de e-commerce

Empresária líder em escritório moderno com empresários trabalhando Foto gratuita

Olá amigos, aqui é Clóvis luz Pessuti, Engenheiro e administrator, com mais de 30 anos de experiência e amplo conhecimento administrativo. Estamos na “tempestade perfeita”que ocorreu com voce e mais milhares de donos negócios no Brasil ( e milhões no mundo ), numa economia que já não estava tão bem, rebrir com muitas dúvidas!

Então , semana a semana estou destrinchando a estratégia que apresentei no post “Reabrindo em meio a Pandemia”que tem aqui no meu blog.

O item 3 do plano é sobre possuier uma ampla plataforma on-line de E-commerce. Então neste post entenda o que é, porque ter e quais são as melhores plataformas de e-commerce. Vamos lá, qualquer dúvida entre em contato que esclarecerei com prazer.

Guia completo do e-commerce

➤ O que é E-commerce ! Guia completo para iniciante !

O que é uma plataforma de e-commerce ?

As plataformas digitais estão alicerçando e impulsionando novas formas de pensar (e manter) as relações humanas — sejam elas sociais, educativas ou comerciais, para citar apenas algumas.

A tecnologia, principalmente quando aplicada ao desenvolvimento de empresas e pessoas, pode favorecer ganhos expressivos e escaláveis.

Homem pensativo com a pergunta símbolos atrás Foto gratuita

Nesse contexto, no qual as ferramentas estão disponíveis e as possibilidades são infinitas, só há uma forma de se apropriar das oportunidades: entender os conceitos, analisar os cenários e investir em uma ideia. As plataformas digitais podem ser exatamente o que seu negócio precisa para ter uma guinada espetacular, viu?

Ao ler este post, você entenderá um pouco mais sobre o assunto e terá mais segurança para apostar no seu projeto. O propósito é detalhar o conceito e explicar a prática, evidenciando as vantagens desse recurso.

Vamos lá? Boa leitura e bons negócios!

4 dicas para quem deseja vender na internet

O que são plataformas digitais?

Você com certeza já está familiarizado com as plataformas digitais, ainda que não tenha parado para pensar sobre elas. Esse tipo de tecnologia está enraizado em nosso cotidiano e, mesmo que não percebamos, costumam tornar nossos dias muito mais fáceis e produtivos.

Sempre que pede um Uber entre um compromisso e outro, por exemplo, você acessa uma plataforma digital. Toda vez que troca a diária do hotel pela estada em um Airbnb, escolhe sua acomodação por meio de uma plataforma digital. Comprou um livro na Amazon? Acertou: plataforma digital.

E-commerce: desafios e oportunidades - Blog Ideiamais

Conceitualmente, as plataformas digitais são modelos de negócios baseados em tecnologia. A missão delas é conectar interesses e pessoas, promovendo interações de valor entre os envolvidos.

Fica fácil perceber isso na prática: o motorista do aplicativo quer trabalhar e você precisa se deslocar de um ponto a outro da cidade. Bastou associar os dois para criar uma fórmula incrível de sucesso, valorizando a velha relação de oferta e demanda.

Já faz algum tempo que as plataformas digitais são o caminho mais curto para a alta performance empresarial. Com a ascensão de tecnologias como cloud computing (computação em nuvem) e Big Data (que envolve a organização e a análise de uma massa enorme de dados), a necessidade de investir em aparato tecnológico ganhou força.

Como Montar um Ecommerce com Pouco Dinheiro? | Ecommerce na Prática

Esse movimento, que ainda está em curso, também é conhecido por transformação digital.

Portanto, na prática as plataformas digitais atuam como facilitadores online de uma relação que já acontecia fora da web, mas que, agora, é largamente impulsionada e potencializada a partir de mecanismos digitais. E mais: as empresas que quiserem se manter competitivas precisam se reinventar.

Quais são as vantagens de usar uma plataforma digital?

Os benefícios gerados pela adoção de plataformas digitais são inúmeros — e provocam uma intensa transformação nos negócios desde os primeiros meses. Lembre-se de que, em um mundo online, as respostas são rápidas e a reação corporativa também precisa ser.

A primeira vantagem está diretamente associada às demandas do mercado. Hoje, o consumidor é digital e as compras online só crescem: no 1º semestre de 2018, o ecommerce brasileiro faturou mais de R$ 23 bilhões e registrou alta de 12,1% em relação ao mesmo período do ano anterior.

18 tendências do e-commerce para se observar em 2019 ...

Assim, uma plataforma digital significa um passaporte para esse horizonte de oportunidades (e de lucros).

Além disso, considerando a operacionalização de um negócio online, os benefícios da estrutura tecnológica são, da mesma forma, bastante atrativos. A plataforma digital permite:

  • conquistar novos clientes e/ou usuários, investindo na visibilidade da marca e, assim, atingindo um público maior e potencialmente mais interessado;
  • reduzir custos, dispondo de ferramentas que automatizam o processo e permitem a alavancagem de rotinas;
  • otimizar recursos, permitindo uma gestão mais enxuta e eficiente a partir de plataformas completas e seguras;
  • alavancar o faturamento, considerando que a expansão online do negócio maximiza o alcance da oferta e assegura que mais pessoas tenham acesso à ela, aumentando o volume de vendas e o lucro gerado.

Como implementar uma plataforma digital em seu negócio?

A essa altura, você já percebeu que uma plataforma digital pode ser exatamente o que seu negócio precisa para crescer e prosperar, não é? Agora, o próximo passo é efetivar a implantação do projeto.

Nessa etapa, alguns cuidados são importantes e você precisa ter bastante foco para conduzir a execução da melhor forma possível. Alguns equívocos são altamente prejudiciais. Certifique-se de não incorrer neles, ok?

Vale lembrar, também, que o esforço inicial é importante, mas jamais suficiente. Um negócio digital é semelhante a uma companhia física, com a diferença de que o dinamismo da web exige muito mais traquejo e ação do que a versão tradicional, de tijolo e cimento.

É essencial que você esteja sempre engajado com seu produto, seus clientes e seus planos de expansão.

Ufa! Mãos à obra, então? Veja algumas dicas preciosas para começar a usar uma plataforma digital e ganhe segurança para melhorar nesse novo mundo de oportunidades.

Alegre jovem empresário caucasiano Foto gratuita

1. Estabeleça uma base comercial e técnica

Um negócio digital, ainda que esteja ligado à dinâmica da web, também demanda coerência e efetividade na administração. As plataformas digitais são recursos importantes à guinada operacional e, para que tenham alto desempenho, precisam se amparar em estratégias coesas.

A área técnica e a parte comercial são imprescindíveis e precisam caminhar juntas, orientadas por um mesmo objetivo. Assim como as técnicas de venda são fundamentais para atrair e converter clientes, o adequado funcionamento da plataforma garante que o usuário tenha uma ótima experiência de compra — e volte a comprar no futuro.

2. Alinhe equipes internas

O fluxo de comunicação deve ser uma prioridade na rotina do negócio. No ambiente digital, tudo acontece em uma velocidade acelerada e, por isso, sua equipe deve estar preparada para corresponder às demandas de um consumidor exigente.

O alinhamento do time desponta, portanto, como uma necessidade fundamental. Garanta que todos estejam cientes dos diferenciais e do propósito de valor que você e seu produto pretendem entregar.

3. Trabalhe com ofertas

O processo de compra, tal qual era conhecido, foi totalmente reformulado com a ascensão das plataformas digitais e os recursos da web. Agora, é possível comparar fornecedores, preços e vantagens em um só clique, contrapondo empresas de diversas partes do mundo em apenas uma tela.

Por isso, a formatação de ofertas atrativas merece sua atenção, viu?

Faça esforços deliberados para que seu produto se destaque e não economize nos diferenciais — pode ser uma funcionalidade exclusiva, um bônus em edição limitada ou uma condição incrível para compras em determinado período. Vale diversificar, apostar e testar!

Por que ter um e-commerce?

Empresário em seu escritório com dúvidas Foto gratuita

Você está querendo saber como montar loja virtual e só precisa ser convencido de que esse é realmente o momento certo para isso? Então, pode ficar tranquilo. Neste artigo você vai saber porque ter um e-commerce pode ser tão vantajoso. Quem sabe todas as informações não te ajudem a tirar suas ideias do papel, não é mesmo?

Como o número de clientes que fazem compras no ambiente online está só aumentando, a tendência é que ter um e-commerce pode realmente valer muito a pena e ser um negócio bastante lucrativo.

Afinal, um site de comércio eletrônico tem um potencial ilimitado, não há restrições quanto ao número de clientes e permite que sua loja fique “aberta” 24 horas por dia, 7 dias por semana.

Para saber ainda mais sobre porque ter um e-commerce, continue lendo este artigo.

Por que ter um e-commerce?

Sentindo-se confuso, sem noção e inseguro, ponderando o bom e o ruim em diferentes opções ou escolhas Foto Premium

Confira logo abaixo por que ter um e-commerce tem diversas vantagens.

1. Porque ter um e-commerce reduz os custos

Se você já tentou alugar um espaço físico para o seu negócio, está mais do que familiarizado com os problemas e os custos que isso acarreta.

Obviamente, uma loja física tem muitos benefícios em relação ao atendimento ao cliente, mas quando você está apenas começando, é preferível reduzir ao máximo os custos, não é mesmo?

É claro que possuir um espaço virtual significa que ainda será necessário adquirir um plano de hospedagem e um domínio.

Empresário, segurando a bolha do discurso com o ícone de gráfico de barras Foto Premium

No entanto, os custos de possuir e manter um site são incomparavelmente mais baratos do que os de uma loja física. Mesmo que você contrate umaconsultoria SEO  para aprender mais estratégias de ranqueamento, os gastos continuam baixos.

2. Lucros próprios

Depois de tomar a decisão de mudar sua empresa para um espaço online, talvez você esteja enfrentando um dilema. É melhor começar a fazer parte de um marketplace por exemplo, ou criar seu próprio site? Ambas as opções oferecem algumas vantagens.

Homem com uma calculadora Foto Premium

O que você precisa ter em mente ao escolher uma das opções é o seu lucro. Geralmente, a maioria dos marketplaces cobra entre 3% e 4% de taxa sobre os valores dos seus produtos vendidos.

Por sua vez, aocriar um site de comércio eletrônico próprio, seus benefícios estarão inevitavelmente ligados à independência do seu lucro. Ou seja, você ganha o que cobra e não precisa dar satisfações a ninguém.

homem acessando ecommerce no tablet

3. Mobilidade e alcance dos clientes

Um dos principais motivos pelos quais muitas coisas estão se mudando para o ambiente virtual, é por causa da flexibilidade e da mobilidade que a internet é capaz de oferecer.

Uma loja física, por exemplo, é anexada a um determinado local onde seus clientes precisam ir para comprar algo.

Homem e cubos de madeira na mesa. conceito de gestão Foto gratuita

Quando você é um pequeno varejista, no entanto, é bem possível que ainda não tenha essa base de clientes fiéis que é necessária para uma empresa local bem-sucedida.

Um site de comércio eletrônico, por outro lado, permite que você espalhe sua presença exatamente onde todos os seus clientes estão, ou pelo menos a maioria deles: na internet.

Mesmo que decida usar seu website como complemento de uma loja física, ainda poderá notar a diferença do seu alcance.

4. Porque ter um e-commerce dá total controle

O conceito de controle pode ter uma interpretação subjetiva, dependendo de suas necessidades e expectativas.

Jovem empresário tendo muitas idéias Foto gratuita

No entanto, existem algumas vantagens inegáveis ​​de poder definir as regras em seu próprio espaço.

Um dos principais benefícios de ter um site de comércio eletrônico é ter sua página organizada de acordo com sua preferência. Esse controle é feito principalmente nos seguintes aspectos:

  • Web design: Embora isso possa não parecer sua principal prioridade no início, quando você terminar de criar sua identidade de marca, precisará utilizar seu design em seu e-commerce. Criando um site responsivo, com design apropriado, você definirá o tom da sua marca.
  • Organização: Organizar seu site nas categorias certas pode realmente fazer a diferença. Você decide como “decorar seu espaço” de acordo com as necessidades e expectativas de seus clientes.
  • Suporte ao cliente e comunicação: A vantagem de estar onde seus clientes estão reside principalmente no serviço que você oferece a eles e na qualidade de sua comunicação.

Um site de comércio eletrônico cria o ambiente perfeito para nutrir a conexão entre você e seus clientes.

Seja um formulário de contato, e-mail ou telefone, é essencial para sua empresa garantir que seus clientes possam entrar em contato com você a qualquer momento.

5. Construção de marcas

Como você com certeza já deve saber, criar um produto incrível para oferecer às pessoas pode ser algo realmente complicado, certo?

Além de agradar aos clientes, é preciso também conquistar a confiança deles de alguma maneira.

Para resolver esse problema, tenha em mente que assim que você criar um site, sua marca ganhará muito mais credibilidade, já que você adquiriu um “rosto”.

Marketing & social media background com elementos engraçados Vetor grátis

Feito isso, é possível transferir e melhorar essa credibilidade através da mídia social e da presença na web.

Sabe aquela página “sobre nós” do seu site? Ela realmente pode fazer muita diferença nesse aspecto.

Conte aos clientes como sua loja realmente começou, converse com eles e crie uma empatia. Isso com certeza irá gerar mais confiança.

Um dos benefícios de ter um site de e-commerce também é a qualidade adicional que você pode oferecer aos usuários. Pode vir de diferentes formas: blogs, tutoriais ou qualquer outro conteúdo que atenda às necessidades deles.

Ao adicionar mais qualidade à sua identidade, sua loja poderá se tornar insubstituível para seus clientes.

6. Potencial de tráfego de múltiplas plataformas

Ao contrário de uma loja física, a qual se limita ao tráfego de pedestres e aqueles que passam, um site de e-commerce permite que uma determinada marca comercialize seus produtos através de múltiplos fluxos.

Tráfego para site: como obter mais visitas no e-commerce - E ...

Pinterest, Instagram, Snapchat, LinkedIn, Tumblr, Tinder, Google, Bing e assim por diante. Todas essas plataformas abrem canais de vendas e aumentam o volume de tráfego do seu site.

Isso com certeza mostra por que ter um e-commerce pode ser vantajoso, certo?

Ok, entendi. mas Quais as melhores Plataformas de e-commerce?

As 10 Plataformas de e-commerce para montar sua loja virtual

Plataformas en linea
Quais são as melhores?

Se já possui alguma experiência vendendo na internet e planeja montar sua própria loja virtual, deve saber bem que o ideal é que monte sua própria página. Afinal de contas, serviços como os do Mercado Livre, eBay e aplicativos como o Enjoei cobram taxas sobre as vendas, algo que não é incômodo para quem apenas deseja se livrar de itens usados.

Mas para quem procura vender profissionalmente na internet, essas taxas acabam por obrigá-lo a vender mais caro que seus concorrentes que contam com um site próprio. Ou seja, o melhor é recorrer às plataformas de e-commerce.

Para quem está nessa fase de transição ou estudando como fazer negócios na internet, vale mencionar que existem diversas plataformas especializadas em ajudar seus usuários a montarem lojas virtuais. Esses serviços contam com milhares de modelos de sites e normalmente atendem a todo tipo de e-commerce, seja você um vendedor de produtos artesanais ou um revendedor de produtos cosméticos, entre muitos outros.

Separamos abaixo 10 plataformas de e-commerce que podem ser usadas para iniciar sua empreitada no comércio digital. Todos contam com funções únicas e as mais diversas facilidades, muitos deles não necessitando ter habilidades em programação.

1. Nuvemshop

Hoje a Nuvemshop é apontada como a plataforma de e-commerce líder da América Latina. Revela uma tecnologia robusta e de fácil usabilidade, ideal para os PMEs. Seu time garante 99,9% de uptime durante o ano.

Dentre as diversas possibilidades que oferta, destacam-se: layouts com mais de 40 opções de personalização, associação com o Google Analytics para o acompanhamento dos KPIs do negócio e gerenciamento simplificado (como organização de produtos e categorias de maneira massiva).

Além disso, possui integração com os maiores players do mercado, especialmente nas categorias de envios (Correios, Loggi, Envio Fácil, Jadlog e Mercado Envios) e de pagamento (Wirecard, Paypal, PagSeguro, Mercado Pago etc).

Apresenta associação com ferramentas de marketing (Facebook Store e Instagram Shopping) e aplicativo para o gerenciamento da loja virtual por meio de dispositivos móveis (disponível em Android e iOS).

Por fim, na Universidade do E-commerce, oferece suporte educacional e gratuito através de cursos, artigos, e-books e vídeos sobre empreendedorismo e tendências do mercado. Para saber mais sobre a plataforma, acesse a página da Nuvemshop.

2. Wix

Com foco em trazer excelentes vitrines para seus usuários, o Wix também é uma plataforma destinada a usuários que não possuem experiência em desenvolvimento. Vale lembrar que o Wix também é otimizado para dispositivos móveis, permitindo que sua loja seja acessada pela maioria dos dispositivos.

O Wix permite colocar o PayPal como opção de pagamento, além de cartões de crédito ou boleto bancário, sem a cobrança de comissão. Ele também conta com um sistema para gerenciamento dos pagamentos e acompanhamento de entregas. O Wix também é recomendado para quem planeja utilizar cupons de desconto, permitindo que os configure nas páginas de checkout da sua ecommerce. Conheça as funcionalidades do Wix acessando sua página.

3. Magento

Outra das plataformas de e-commerce mais populares no mundo inteiro. O Magento também possui a vantagem de possuir planos em valores mais acessíveis. Porém, sua principal vantagem está na possibilidade de utilizar diversas extensões gratuitas, criadas pela equipe por trás do serviço ou pela comunidade de usuários.

Isso faz com que o Magento seja bastante elogiado por quem deseja flexibilidade para personalizar sua loja virtual. Acesse o link para começar a testar o Magento.

4. WooCommerce

Destinado aos sites feitos na plataforma WordPress, o WooCommerce permite transformar blogs ou quaisquer tipos de sites em lojas virtuais. Isso o torna ideal para blogueiros e influenciadores digitais que pretendem lançar uma ecommerce com produtos relacionados ao seu conteúdo.

A extensão conta com diversos plugins compatíveis, permitindo adicionar mais funcionalidade à loja, como mais opções para pagamento ou plataformas de chat online para atendimento. Confira a página do WooCommerce para saber mais sobre o plugin.

5. Drupal

O Drupal é ideal para quem já possui conhecimentos em desenvolvimento e prefere economizar na assinatura. É uma ferramenta de código aberto, permitindo maior personalização na hora de montar sua loja virtual. Porém, ele não chega a ser tão complexo quanto à maioria das ferramentas que utilizam código aberto, já que seus módulos são de fácil instalação.

Vale lembrar que ele também conta com uma grande variedade de extensões e plugins, disponibilizados por sua comunidade de usuários. Aprenda mais sobre o Drupal Commerce.

imagem plataformas-de-ecommerce-drupal

6. Tray

Uma experiente empresa na área do e-commerce, o Tray já possui 15 anos de história auxiliando empresas a montarem suas lojas virtuais. A plataforma conta com planos que servem tanto a pequenas quanto grandes empresas, além de poder ser integradas aos sistemas de marketplace de grandes redes varejistas, permitindo colocar seus produtos à venda nelas.

Entre as funcionalidades, destacamos o acesso ao código-fonte, que permite fazer alterações além do editor já embutido. Também podemos destacar a variedade de modelos prontos para criar lojas que podem ser acessadas tanto pelo computador quanto pelo celular. Acesse a página do Traypara saber mais sobre o serviço, que pode ser contratado diretamente por usuários que adotarem a Locaweb como serviço de hospedagem.

7. Linx Commerce

Outra das mais populares plataformas de e-commerce no mercado. Contando com ofertas que vão de acordo às necessidades do lojista – de tal maneira que cada plano é personalizado -, o Linx Commerce não limita o acesso à sua loja nem cobra taxas por suas vendas. A principal vantagem da plataforma é a possibilidade de integração com diversos sistemas ERP, além de também permitir trabalhar no sistema de marketplace ou criar sua loja no Mercado Livre.

Alguns dos recursos disponíveis aos usuários do Linx Commerce são a grande variedade de opções para personalizar seu e-commerce, motor de busca interno que busca produtos mesmo que escritos com poucos erros e sugestões já na página inicial, evitando que o usuário tenha de navegar por mais uma página para realizar uma compra. Saiba mais sobre o Linx Commerce.

8. Vtex

A principal empresa de e-commerce na nuvem, ou seja, que oferece soluções para lojas virtuais através da tecnologia de armazenamento. Isso permite que possa acessar recursos para configurar sua loja de qualquer lugar ou aparelho.

Outra facilidade é a de integrar seu sistema de inventário, pagamentos e frete com a Vtex, já que a tecnologia permite que utilize a plataforma com outros sistemas integrados de seu negócio. E-commerces criados através da Vtex também podem contar com o sistema de SmartCheckout, possibilitando que venda em apenas um clique.

9. Shopify

Uma das mais populares ferramentas de e-commerce, o Shopify é conhecido pela acessibilidade e disponibilidade de modelos prontos. Ou seja, a principal vantagem do Shopify é a de permitir que monte sua loja e a configure o mais rápido possível, acelerando seu lançamento.

Além disso, o Shopify também cria lojas com design responsivo, ou seja, otimizadas para tela de smartphones, tablets e computadores. Outras vantagens incluem a possibilidade de colocar o Pixel do Facebook em suas páginas, permitindo criar públicos personalizados para usar em seus anúncios na rede social.

O Shopify funciona por assinatura e conta com um período de testes gratuitos para novos usuários.

10. Betalabs

Betalabs é uma solução que possui três módulos: Plataforma e-Commerce, Clube de Assinaturas e ERP. Dessa forma, consegue unificar as operações de uma empresa em um único software 100% online — consolidando assim as vendas do e-commerce com marketplaces e lojas físicas.

Existem duas opções de contratação da plataforma. Uma delas é o plano PRO, com todas as funcionalidades do sistema. Já a outra, batizada de ENTERPRISE, oferece também o desenvolvimento de funcionalidades sob medida para seus clientes.

A plataforma atende desde grandes corporações, como Bayer e Faber-Castell, a startups de sucesso, como The Gin Flavors e Caixa oculta.

Tá, me mostrou muitas plataformas, mas me dá duas pra eu começar bem?

Quando você decide vender na internet surgem muitas dificuldades e dúvidas. Isso é muito comum e até natural. Uma das principais perguntas para quem deseja montar sua loja: Qual a melhor plataforma de e-commerce para o meu negócio?

Chega de tantas dúvidas! Vou explicar, em detalhes, qual é a melhor plataforma dee-commerce.Sem meias palavras, dicas genéricas ou medo de dar nome aos bois, indicando quais as duas plataformas que eu recomendo. Também vou explicar sobre as vantagens, desvantagens e diferenciais de cada uma.

Nesse post, você ainda encontra alguns vídeos que resumem o conteúdo. Espero ajudar na sua escolha.

Escolher uma plataforma de e-commerce não é tarefa fácil. Só quem já passou por isso sabe como a cabeça fica cheia de dúvidas.

Plataforma de e-commerce: Magento ou WooCommerce?

Quem pesquisa sobre plataforma de ecommerce?

Três tipos de empreendedores, normalmente, pesquisam sobre plataformas de e-commerce. O primeiro é aquele que está estudando como abrir um negócio na internet e deseja criar um e-commerce do zero.

Outro é formado por pessoas que já vendem profissionalmente em marketplaces como Mercado Livre, B2W, Dafiti, e outros. Depois de realizar várias vendas e pagar valores consideráveis de comissão (ou outras taxas sobre as vendas), esses empreendedores acabam vendo sua margem de lucro comprimida. Então, muitos decidem incluir uma loja virtual própria como canal de vendas alternativo, visando melhorar os resultados financeiros, maior independência e fidelização de clientes. Nessa trajetória, o primeiro passo é escolher a plataforma de e-commerce.

O último grupo é formado por profissionais de e-commerce que já possuem loja virtual. Ou seja, já escolheram uma plataforma de e-commerce. Porém, devido à diversos fatores, percebem que não fizeram a melhor escolha. Em muitos casos, a loja virtual não vende suficiente e apresenta diversos problemas técnicos, a melhor escolha é buscar uma nova plataforma. 

Seja qual for o motivo da sua busca ou o estágio do seu negócio existe uma plataforma de e-commerce adequada para você. Existem dezenas de plataformas que atendem todo tipo de negócio, seja MEI, micro, pequena ou grande empresa.

Então, você quer saber qual plataforma deve usar, qual é a melhor. Não é mesmo?

Talvez você já tenha pesquisado na internet e encontrado MUITO conteúdo, que acabou te deixando ainda mais confuso.

Você encontra diversos textos explicando como escolher a plataforma de e-commerce. Esses textos trazem dicas e critérios de seleção genéricos. Alguns até dizem os nomes das plataformas, mas apresentam cada uma de forma superficial. Você já passou por isso?

Em alguns casos, encontramos dicas preciosas nos comentários desses textos, sendo que muitas pessoas relatam a sua experiência com a plataforma A, B ou C. Sobre isso, algumas dicas são boas, já outras nem tanto.

No final, você acaba com a mesma dúvida do começo: qual é a melhor plataforma de e-commerce para o meu negócio?

Como já disse: Chega de tantas dúvidas! Hoje, eu vou te mostrar como fazer sua escolha!

Vamos juntos!

Afinal, qual é a melhor plataforma de e-commerce?

Primeiro, dizer que uma plataforma de e-commerce é superior a todas as outras existentes no mercado é falso. A tecnologia muda o tempo todo, de forma rápida, e por isso não há como afirmar tal superioridade.

Porém, preciso dizer que existem critérios objetivos de avaliação que nos permitem apresentar uma comparação isenta. E é exatamente isso que pretendo fazer: dizer quais são as nossas plataformas preferidas, justificando nossas escolhas.

Agora vamos ao que interessa: as plataformas que recomendamos.

Qual a melhor plataforma de ecommerce em 2019

Qual plataforma de e-commerce você me recomendaria?

#1 Magento

Magento é a uma das mais utilizadas e melhores plataformas de e-commerce open source do mundo, com excelente custo-benefício e possui mais de 240 mil lojas publicadas, incluindo grandes marcas como Adidas, Burger King, NikeSamsung, Saraiva, RiachueloCoca-Cola, entre várias outras.

De acordo com o Quadrante Mágico do Gartner, Magento é uma das plataformas líderes em comércio eletrônico no mundo. Logo, essa é nossa primeira sugestão da melhor plataforma de e-commerce.

#1 Melhor plataforma de e-commerce: Magento

Os principais diferenciais do Magento são sua robustez, segurança e flexibilidade, o que permite sua adequação desde pequenos negócios às grandes corporações internacionais. A plataforma proporciona que a loja virtual seja adaptada à realidade do negócio, garantindo liberdade e autenticidade ao lojista.

magento-dashboard-melhor-plataforma-de-e-commerce

Depois de ler essa pequena introdução, você pode estar pensando: eu já li muitas pessoas falando mal do Magento. Então, em quem acreditar?

Pessoas que criticam o Magento

Realmente, existem muitas pessoas que criticam a plataforma. Vou explicar os motivos para isso. Antes, vamos ver um exemplo: assista ao vídeo do Márcio Eugênio apresentando 5 Motivos: Porquê você NÃO deve contratar o Magento. O Márcio tem bastante experiência em e-commerce. Será que ele está certo? O Magento não é uma boa opção?

Marcio Eugenio falando sobre Magento

Garanto que ele não tem razão. E tenho como provar. Veja esse outro vídeo também do Marcio Eugênio, onde ele concorda comigo e apresenta uma avaliação mais pautada sobre a plataforma.

Em geral, as pessoas criticam o Magento por três motivos principais:

Garanto que nada disso é verdade. Mas, é preciso tomar um cuidado essencial: contratar uma empresa realmente especializada em Magento.

Sugiro muita cautela em relação à escolha, pois não faltam no mercado empresas e freelancers que se dizem especialistas na plataforma. Mas na verdade não são. Fique atento para não levar gato por lebre.

Outra dica essencial é buscar por soluções no modelo Magento Open Saas, isso garante que você não precisará se preocupar com servidor, performance e muitas outras questões técnicas. Além de reduzir muito o custo do seu projeto de e-commerce.

Lista de vantagens da plataforma Magento:

  • Plataforma open source desenvolvida especificamente para e-commerce.
  • Amplamente utilizada em todo o mundo
  • A plataforma atende negócios de todos os portes
  • Permite crescimento estruturado (sem migração de plataforma)
  • Possui os melhores e mais avançados recursos
  • Imensa quantidade de módulos adicionais, que agregam novas funcionalidades
  • Recursos avançados de SEO
  • Suporte nativo para vendas internacionais
  • Plataforma robusta e estável
  • Recursos de segurança aprimorados constantemente
  • Fácil integração com outros sistemas (ERP, Marketplaces, etc)
  • Flexibilidade para personalizar a loja como desejar
  • Suporte nativo para layout responsivo
  • Suporte para multilojas e múltiplos idiomas
  • A loja virtual e todos os dados são seus (não é uma plataforma alugada)
  • No Brasil, é fácil contratar ssuporte. Diversas empresas prestam esse serviço.
Como abrir uma loja virtual Magento

#2 Woocommerce

Nossa segunda sugestão é o Woocommerce, que não pode ficar fora de nenhuma lista da melhor plataforma de e-commerce do mundo.

Woocommerce é uma das mais utilizadas e melhores plataformas de e-commerce do mundo. Woocommerce é um plugin para WordPress que transforma a plataforma CMS (em português: Sistema de Gerenciamento de Conteúdo) em uma loja online.

WordPress é amplamente utilizado para a criação de blogs e sites, sendo o gerenciador de conteúdo mais utilizado em todo o mundo.

Seus principais diferenciais são a simplicidade e facilidade de utilização, personalização rápida e gratuidade.

#2 Melhor plataforma de e-commerce: WordPress + Woocommerce

Na Bertholdo, trabalhamos com WordPress há vários anos. Inclusive nosso site corporativo e blog são desenvolvidos por meio dele. Sobre essa escolha, tenho que dizer: adoramos o WordPress!

Wordpress WooCommerce Administração da Loja

Mas qual a relação de uma plataforma de CMS com e-commerce?

Em 2011, foi lançado um plugin open source para WordPress chamado WooCommerce. Essa ideia permitiu transformar a plataforma CMS em uma loja online, com interface leve, fácil de operar e todos os recursos necessários como carrinho de compras, meios de pagamento, gerenciamento de estoque entre outras funcionalidades.

O combo WordPress + WooCommerce vem conquistando cada vez mais espaço, principalmente em relação às pequenas empresas. Grande parte desse sucesso deve-se a facilidade de uso, manutenção simplificada e por uma imensa comunidade super atuante.

Plataforma WooCommerce Painel de Administração

Quando conheci o WooCommerce, admito que não achei uma ideia muito boa. Afinal, utilizar um CMS como plataforma de e-commerce era, no mínimo, estranho.

Mas desde então, nossa equipe realizou diversos testes e projetos piloto, inclusive uma versão da loja virtual da Bertholdo em WooCommerce. Como resultado, surgiu a nossa satisfação com o que encontramos no WooCommerce.

Mais ou menos há um ano, optamos por homologar essa plataforma em nossos projetos de e-commerce e estamos obtendo ótimos retornos, já que os nossos clientes também estão satisfeitos com a plataforma WordPress + WooCommerce.

Lista de vantagens da plataforma WordPress + WooCommerce.

  • Plataforma CMS open source amplamente utilizada em todo o mundo
  • Fácil de utilizar
  • Interface user-friendly (amigável)
  • Personalização rápida
  • Grande variedade de temas para WordPress
  • Infinidade de recursos para gestão da loja
  • Grande quantidade de plugins (alguns de terceiros)
  • Recursos avançados de SEO
  • Suporte nativo para layout responsivo
  • Grande quantidade de especialistas em WordPress
  • Permite integração com outros sistemas
  • Menos exigente em relação ao servidor de hospedagem
  • Aprendizado mais fácil
  • Mais utilizado e indicado para pequenos negócios
  • A loja virtual e todos os dados são seus (não é uma plataforma alugada)

Por que Magento e WooCommerce são as melhores plataformas?

Apresentamos, de forma objetiva, duas das melhores plataformas de e-commerce. Esperamos que o conteúdo ajude quem está buscando informações sobre qual plataforma escolher.

Talvez, uma dúvida que ainda persista seja: por que vocês escolheram falar apenas dessas plataformas? Afinal, no mercado existem muitas outras.

Optamos por essas sugestões já que trabalhamos diariamente com ambas, o que nos permitiu estudá-las minuciosamente. Mas não é só isso!

Elas são as plataformas mais utilizadas no Brasil. Então, acredito que não estamos sozinhos em nossa escolha.

Veja, na imagem abaixo, o resultado da pesquisa ABCOMM sobre plataformas de e-commerce.

Pesquisa melhor plataforma de e-commerce do Brasil

Magento é sem dúvida a plataforma mais utilizada por aqui, com 20,2% do mercado.

Já o WordPress ficou na quarta posição, com 4,7% do mercado. Porém, como essa pesquisa foi realizada em 2014, e ainda não temos uma versão atualizada, acredito que a participação do WooCommerce esteja muito maior. Suspeito, inclusive, que ele já ocupe a segunda posição.

Podemos tirar a prova consultando o Google Trends. Veja uma comparação dos últimos 5 anos. O gráfico apresenta o volume de pesquisas realizadas por cada termo. Isso reflete o interesse dos brasileiros por cada uma das plataformas. O Magento contínua líder. Mas o crescimento do WooCommerce é muito significativo. Incluímos outras duas plataforma apenas para efeito de comparação.

Magento x WooCommerce - Google Trends últimos 5 anos

Parece que minha suspeita é confirmada pelo interesse dos brasileiros medido pelo Google Trends. WooCommerce é a segunda plataforma open source mais utilizada no Brasil.

Para finalizar é importante citar a mais respeitada pesquisa de tecnologia realizada em 2017. Trata-se do Quadrante Mágico do Gartner. Essa pesquisa confirmou o Magento como líder mundial entre as plataformas de e-commerce.

E então, gostaram do guia? Espero que sim! Passei a você boas dicas de como mesrgulhar no mundo das plataformas de e-commerce e suas vantagens evidentes!

Agora, é com você! Sempre que tiver dúvidas, entre em contato, OK?

Deixo aqui um pensamento de uma mulher que admiro muito pelo seu pioneirismo e esforços pela pesquisa e melhoramento ( que é o que você está fazendo agora né) .

Marie Skłodowska Curie foi uma cientista e física polonesa naturalizada francesa, que conduziu pesquisas pioneiras em todo o mundo no ramo da radioatividade. Foi a primeira mulher a ser laureada com um Prêmio Nobel e a primeira pessoa e única mulher a ganhar o prêmio duas vezes. Realmente uma mulher inspiradora!

Marie Curie: a primeira mulher a ganhar o Prêmio Nobel - Incrível ...

“Na vida nào existe nada a se temer, apenas a ser compreendido”

Marie Skłodowska Curie

Um abraço a todos, sou Clóvis Luz Pessuti, Engenheiro e Administrador , com décadas de experiência nos mais diversos ramos de administração. Fique a vontade para tirar as suas dúvidas e faça suas sugestões!

Autor Clovis Luz Pessuti

Estou também em outras mídias sociais :

Facebook : https://www.encurtador.com.br/hqwVW

Instagram : https://www.encurtador.com.br/qrKMY

Meu Blog de Negócios : http://www.negocioeoseguinte.blog.br/

Meu Linkedin : https://www.linkedin.com/in/clovis-luz-pessuti

Meu Tweeter : https://twitter.com/LuzPessuti

Contador desta página2829

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *