Gestão Pós-Corona : 3º Fundamento : O Gestor que ensina e aprende

Olá, sou Clovis Luz Pessuti, Engenheiro e Administrador com mais de 30 anos de experiência, e gostaria de ajudar a prepara-nos ao pós corona, no tocante a Gestão.

Falamos bastante sobre a importância de o administrador do futuro ser um eterno aprendiz.

Para isso, com certeza, a capacitação é um dos melhores caminhos para garantir a competitividade.

O profissional do futuro precisa ter uma compreensão ampla da empresa que administra e isso significa saber um pouco de cada função.

Conversar com sua equipe é um ótimo jeito de manter todos na mesma página, com cada um compartilhando conhecimento sobre a sua área e aprendendo com o colega.

COMPARTILHAR CONHECIMENTO É MUITO MAIS DO QUE A TROCA DE EXPERIÊNCIAS

No Brasil, são poucas as empresas que costumam reunir as pessoas periodicamente para conversar e trocar experiências com os seus líderes e gestores. A prática de compartilhar o conhecimento ainda não é explorada como fundamental para a sustentação do ambiente corporativo.

Entendendo a gestão do conhecimento
Segundo Loughbridge (1999), a Gestão do Conhecimento pode ser definida como o processo de aquisição, troca e uso do conhecimento dentro das organizações, incluindo os processos de aprendizado e os sistemas de informação. Para tanto, requer a transformação do conhecimento pessoal em conhecimento corporativo de forma a ser compartilhado e apropriadamente aplicado; sendo sua sistematização vital às organizações.

Essa falta de visão sobre o futuro da empresa torna-se um problema principalmente para quem necessita dos conhecimentos compartilhados para exercer as suas funções no trabalho. Isso pode ocorrer principalmente pela falta de dinâmica na gestão do conhecimento, ou pela falta de conhecimento nos processos para realizar o compartilhamento.successfactors, gestão da complexidade, gestão de talentos, compartilhamentos de conhecimentos, troca de experiências profissionais, gestão de pessoas, recursos humanos

Promova encontros periódicos para que profissionais possam compartilhar suas experiências

A cultura do compartilhamento no ambiente de trabalho é um assunto que vem sendo tratado aos longos dos anos e é visto como primordial pelos profissionais mais experientes, que enxergam a troca de experiências e informações como uma oportunidade de ter o seu legado passado para as outras pessoas.

De forma cientifica, o conhecimento é a aquisição de informações através do estudo teórico ou da atuação prática.

A prática do compartilhamento de conhecimento deve ser melhor explorada e registrada pelas empresas que desejam alcançar melhores resultados em um período de tempo e até mesmo para aquelas que pretender perpetuar as boas práticas em uma sucessão de trabalhos e projetos.

As dúvidas sobre como executar e efetuar a gestão do conhecimento começa com a necessidade de “guardar” ou armazenar esse conhecimento. Vídeos, áudios, imagens e até relatórios são meios que podem resolver a necessidade de registro do conhecimento. Para aqueles que querem realmente fazer do compartilhamento de conhecimento uma estratégia de desenvolvimento da empresa, é necessário um pouco mais de investimentos e conhecer as etapas de captação do conhecimento.

4 passos para o compartilhamento:

1 – Iniciação – Uma das fases mais interessantes do processo. Você tem a oportunidade de levantar quais as necessidades de cada área e quais as pessoas que possuem conhecimentos sobre essas necessidades.

2 – Implementação – É a hora de planejar. Através das necessidades apontadas aqueles que possuem conhecimento traçam estratégias para poder atender as demandas.

3 – Apoio – Ação, hora de colocar as estratégias em jogo. Realizar os encontros, treinamentos e efetuar os registros.

4 – Incorporação – Utilizar dos registros, aqueles que tiveram melhores índices de assimilação pelos treinados e armazená-los para utilização futura.

Como fazer os registros:

– Vídeos – são ótimos para registro de práticas e treinamentos.

– Aúdios – auxiliam principalmente na troca de conhecimento técnico, onde o ouvinte já possui afinidade ou conhecimento prévio sobre o tema.

– Imagens – utilizados principalmente para gerir processos, etapas e resultados.

– Relatórios e documentos – são registros de comprovações de efetividade do conhecimento ou ensinamentos. É comum ser tratados como tutoriais e guias.

Bem, espero que esta matéria desenvolvida lhe ajude a preparar-se nos desafios de Gestão que certamente virão pós coronavirus e que nos atingirão caso não estivermos preparados. Então, prepare-se!!!

Grato,

Clóvis Luz Pessuti

Visits: 353

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *